uma prévia do que será o verão

o calor de hoje – pouco mais de 30ºC – foi importante para ter uma ideia do que me espera no verão, quando, imagino, terei de 30 a 40ºC na estrada.

logo cedo, por volta das 8 horas, quando parti em direção à general câmara, inicialmente  pela BR 471 e, em seguida, pela RS 244, a temperatura estava quente, mas suportável para quem está pedalando com uma segunda pele e uma camisa de ciclismo.

27-8 Gal Câmara 1

quando atingi a meta de 50 quilômetros, a 30 km de gal câmara, e comecei a retornar, tirei a segunda pele e fiquei somente com a camisa, o que tornou o pedal mais tranquilo, apesar do calor.

tenho de pensar, ainda, para a viagem, se as duas garrafas de água – 750 ml cada – serão suficientes, considerando que terei pela frente longos trechos em meio ao pampa.

28-8 Gal Câmra 1

aos dados, então: 105,89 km de distância percorridos, velocidade média de 19,4 km/h (havia vento na volta; na ida foram 20,1 km/h), velocidade máxima de 59,6 km/h e tempo total de 5h57 (parei a cada 20 km, ou de uma em uma hora, em média) e pulso na casa dos 110, 120 bpm.

o calor judiou mais mesmo a partir das 11 horas, ou seja, na hora em que devo parar quando estiver pedalando, pois, neste horário, nem os pássaros voam.

27-8 gal câmara

 

estrada de herveiras: grata surpresa

depois do refresco da semana passada, quando pedalei 90 km de santa cruz do sul até rio pardo, encarei, hoje, a BR-153 até herveiras, em um total de 99,18 km; já conhecia o caminho, mas foi a primeira vez que fiz ele pedalando.

Herveiras, 21 de agosto

até a altura de vale do sol, com 37,4 km de estrada, tudo certo: estrada tranquila, sem trânsito (mesmo no trecho de 15 km da BR-287 até o acesso à BR-153  o caminho estava calmo,); dali pra frente, no entanto, uma serra de respeito, que leva os ciclistas desavisados sem piedade aos 530 metros de altimetria de herveiras.

Herveiras, 21 de agosto e

aos dados, então: 99,18 km de estrada, velocidade média de 21,3 km/h, máxima de 60 km/h e pulso em 140 bpm – 5h30 de pedal, contando as paradas pra lanche e foto.

algumas curiosidades da BR-153:

# estrada maravilhosa; em boa parte do trecho até herveiras quase melhor que o asfalto. e vazia, o que é melhor.

# não há um boteco, uma cantina, um pé sujo ao longo da BR-153 do trecho em que ela cruza sobre a BR-471 até Herveiras. melhor dizendo: há um posto, a 5 km de herveiras, onde se pode comer e tomar um café bem passado.

# contei mais de dez garrafas de refrigerante com um líquido amarelo jogadas no acostamento da estrada. infiro que contivessem xixi, mas fica a pergunta: por que não parar o carro e usar o acostamento, já que a estrada é vazia!?

# é a primeira vez que pedalo com chuva; fraca, mas chuva. valeu a experiência.

Herveiras, 21 de agosto b

mais esforço, mais músculos

as visitas à minha nutricionista, viviane spacil, da bio hauss, apoiadora da operação banda oriental, estão revelando que meu corpo não está apenas emagrecendo; ele de torna, aos poucos, mais forte, mais adequado à pedalada do final de ano.

na consulta de ontem, por exemplo, e depois de dois finais de semana pedalando forte – 100 e 90 km – ganhei 634 g de peso magro (músculos) e perdi 510 g de peso gordo (gordura).

isso faz com que a balança fique estabilizada em termos de peso – 90,69 kg, contra 90,82 de há 15 dias, mas que eu perca, por exemplo, um centímetro de cintura – 95,0 cm; dois centímetros de quadril – 98,0 cm;  um centímetro de peitoral – 107,0 cm – e um centímetro de tórax – 101,0 cm, e por aí em diante.

a expectativa é que eu alcance os 85 kg finais agora no verão, com o aumento das temperaturas.

na semana que entra começo a trabalhar a parte musculação, o que farei com o apoio do sesc santa cruz do sul; mais adiante em dou mais detalhes.

abaixo, a tabela atualizada.

medidas 18 de agosto

dia dos pais pedalando

comemorei o dia dos pais, hoje, pedalando.

foram 90,7 km – velocidade média de 20 km/h – desde santa cruz do sul, onde moro, até rio pardo, em um total de 4h35 pedalando, com paradas – parei, em média, a cada 25 quilômetros, quando aproveitei para me hidratar e esticar as pernas. o pulso ficou entre 120 e 140 bpm.

IMG_6368

sai de santa cruz, via BR 471, até o trevo de acesso à RS 412,  que leva novamente à BR 471, mas no outro extremos da cidade, e, dali, para rio pardo, de onde retornei para casa direto pela BR 471, mas depois de descansar.

IMG_6375

na comparação com a semana passada, pedal leve; tanto que cheguei em casa muito bem e com muito fôlego.

que venha a operação banda oriental, então.